quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Por trás de "O Grande pequeno milagre"

Durante nossas pesquisas bibliográficas, nos deparamos com a história de Clevane Pessoa de Araújo Lopes, numa das páginas de um trabalho de estágio de campo de 1978, que consultávamos. Esse poema conta a trajetória do processo de reabilitação da autora.

No dia Nacional do Terapeuta Ocupacional e do Fisioterapeuta, nosso objetivo era encontrar um profissional que motivasse, além da equipe, qualquer indivíduo que tivesse acesso ao nosso conteúdo. Por isso, decidimos postar um trecho do poema "O Grande Pequeno Milagre".
Por meio de um site de busca na internet, conseguimos localizar, para nossa surpresa, a autora de tais linhas e trocamos e-mails.

Nesse contato, descobrimos que Clevane militou na imprensa de Juiz de Fora, durante as décadas de 60 e 70 e que é apaixonada pela escrita.
Professora e pintora, Clevane encontrou uma limitação após seu acidente. Ao sofrer uma queda, para proteger a cabeça, fraturou a mão.
"(...) mas, instalaram esse Centro de Reabilitação Profissional e tudo mudou. Quando a mão se abriu, pela primeira vez, fiz o poema", conta a escritora.
Formada em psicologia, morou no Nordeste e no Norte do país, retornando a Minas em 1990, vindo a trabalhar no Hospital Júlia Kubtscheck.
Hoje ela é psicóloga, ilustradora, conferencista e consultora de assuntos ligados à psicologia. É autora dos livros "Sombras feitas de luz" e "Asas de água", sendo premiada em vários concursos no Brasil e no exterior.

4 comentários:

  1. Ana Amélia Dato Teixeira23 de outubro de 2009 15:58

    Parabéns à equipe do Mundo do Trabalho pelo "achado" e à Clevane que conseguiu traduzir de forma poética o "milagre" operado em sua vida, que percebemos ser a reconstrução da parte física, psíquica e sócioprofissional. É a maior recompensa do trabalho do reabilitador.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Ana Amélia. E com certeza nosso trabalho não pára por aqui. A produção do documentário continua a todo vapor e contamos com a participação de todos para fazer com que nosso trabalho, no blog, continue assim.

    ResponderExcluir
  3. Muito boa a atitude de vocês, meus Parabéns!!!
    Abraços,
    Rafael Chapinoti.

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pelo carinho e atenção Rafael. Sabemos que falar de Reabilitação, não é simples, mas a equipe têm encontrado muitos profissionais que estão dispostos a compartilhar o conhecimento e a experiência. Seu apoio foi de suma importância para nós. Um grande beijo. Rita Fernandes

    ResponderExcluir